Onde Está Meu Coração ocupa vácuo na ausência da política antidrogas

Leia também

Fabio Maksymczuk
Fabio Maksymczukhttp://www.fabiotv.com.br/
Jornalista, membro do júri de TV na APCA, editor do portal FABIOTV, blogueiro e colunista do Além da Tela, com passagem pelo Portal Imprensa (2009/15) e UOL TV Blogs

Onde Está Meu Coração” agora ganha espaço na programação da TV Globo. A série de George Moura e Sergio Goldenberg, com direção artística de Luisa Lima, estreou na última semana. Os dois primeiros episódios registraram 10 pontos de média. A atração ocupa a faixa das terças-feiras, após o “BBB23”. Dia do “paredão”.

Siga-nos:
    Whatsapp    Facebook     Twitter / X    

Nestes primeiros episódios, “Onde Está Meu Coração” não apresentou respiro algum ao telespectador. O drama da médica Amanda, interpretada por Leticia Colin, permeia toda a produção. Nos primeiros instantes, o público poderia ter ficado com a impressão que seria mais uma série médica.

- Publicidade -

O ambiente hospitalar e as dificuldades encontradas pelos profissionais de saúde em uma rotina extenuante no limiar entre a vida e a morte apareceram logo no início. Porém, o enfoque não é o mesmo de “Sob Pressão”.

O foco será a destruição de Amanda por crack. Tal droga ainda não tinha conquistado espaço na teledramaturgia da TV aberta. Os usuários, chamados pejorativamente de “craqueiros”, recebem destaque constante nos telejornais “policiais”. A Cracolândia, espalhada pela região central da cidade de São Paulo, há décadas ganha atenção dos noticiários.

- Publicidade -

Agora, “Onde Está Meu Coração” focaliza uma mulher da classe média alta que entrou nesse “submundo”. Leticia Colin enfrentou um dos maiores desafios de sua carreira ao mergulhar na personagem. Fabio Assunção, que interpreta David, o pai de Amanda, é uma escalação interessante diante de sua vida pessoal. Um contraste entre a realidade e ficção. É um símbolo de superação.

Com a ausência de uma política antidrogas em nosso País, “Onde Está Meu Coração” ocupa esse vácuo e deixa um alerta a todos os telespectadores sobre a dependência química.

Fabio Maksymczuk

- Publicidade -

Onde Está Meu Coração” agora ganha espaço na programação da TV Globo. A série de George Moura e Sergio Goldenberg, com direção artística de Luisa Lima, estreou na última semana. Os dois primeiros episódios registraram 10 pontos de média. A atração ocupa a faixa das terças-feiras, após o “BBB23”. Dia do “paredão”.

Siga-nos no     Whatsapp    Facebook     Twitter / X    

Nestes primeiros episódios, “Onde Está Meu Coração” não apresentou respiro algum ao telespectador. O drama da médica Amanda, interpretada por Leticia Colin, permeia toda a produção. Nos primeiros instantes, o público poderia ter ficado com a impressão que seria mais uma série médica.

O ambiente hospitalar e as dificuldades encontradas pelos profissionais de saúde em uma rotina extenuante no limiar entre a vida e a morte apareceram logo no início. Porém, o enfoque não é o mesmo de “Sob Pressão”.

- Advertisement -

O foco será a destruição de Amanda por crack. Tal droga ainda não tinha conquistado espaço na teledramaturgia da TV aberta. Os usuários, chamados pejorativamente de “craqueiros”, recebem destaque constante nos telejornais “policiais”. A Cracolândia, espalhada pela região central da cidade de São Paulo, há décadas ganha atenção dos noticiários.

Agora, “Onde Está Meu Coração” focaliza uma mulher da classe média alta que entrou nesse “submundo”. Leticia Colin enfrentou um dos maiores desafios de sua carreira ao mergulhar na personagem. Fabio Assunção, que interpreta David, o pai de Amanda, é uma escalação interessante diante de sua vida pessoal. Um contraste entre a realidade e ficção. É um símbolo de superação.

Com a ausência de uma política antidrogas em nosso País, “Onde Está Meu Coração” ocupa esse vácuo e deixa um alerta a todos os telespectadores sobre a dependência química.

Fabio Maksymczuk

Curte o nosso conteúdo? Siga-nos também no:
Telegram    Mastodon     Linkedin
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas notícias