MUBI exibe documentário sobre James Baldwin gratuitamente

Leia também

O Juneteenth é um dos feriados mais importantes dos Estados Unidos. O 19 de junho marca o fim da escravidão no país; é celebrado como um importante símbolo de liberdade e igualdade racial. Para comemorar a data, a MUBI disponibiliza neste sábado (19) durante 24 horas, o acesso gratuito ao documentário “Meeting The Man: James Baldwin in Paris”, de 1970.

Dirigido por Terence Dixon, o curta-metragem faz um retrato documental de James Baldwin, uma das personalidades mais importantes da literatura norte-americana do século XX, da cultura negra e do pensamento político. O autor é filmado em Paris, em vários locais simbólicos da cidade, onde vivia na época.

- Publicidade -

O encontro de James Baldwin com o grupo de cineastas brancos e arrogantes é tenso e agressivo. O conflito entre diretor e personagem é repleto de ideias e esclarece a concepção de mundo do intelectual afro-americano. O autor, dramaturgo e ativista James Baldwin, falecido em 1987, publicou 20 livros – entre ensaios e romances – que abordam questões como o racismo e sexualidade. Uma de suas obras, Se a Rua Beale Falasse, foi adaptada para o cinema em 2017.

“Meeting The Man: James Baldwin in Paris” estará disponível gratuitamente por 24 horas, das 23h59 de 18 de junho às 23h59 de 19 de junho na MUBI.

- Publicidade -

O Juneteenth é um dos feriados mais importantes dos Estados Unidos. O 19 de junho marca o fim da escravidão no país; é celebrado como um importante símbolo de liberdade e igualdade racial. Para comemorar a data, a MUBI disponibiliza neste sábado (19) durante 24 horas, o acesso gratuito ao documentário “Meeting The Man: James Baldwin in Paris”, de 1970.

Dirigido por Terence Dixon, o curta-metragem faz um retrato documental de James Baldwin, uma das personalidades mais importantes da literatura norte-americana do século XX, da cultura negra e do pensamento político. O autor é filmado em Paris, em vários locais simbólicos da cidade, onde vivia na época.

O encontro de James Baldwin com o grupo de cineastas brancos e arrogantes é tenso e agressivo. O conflito entre diretor e personagem é repleto de ideias e esclarece a concepção de mundo do intelectual afro-americano. O autor, dramaturgo e ativista James Baldwin, falecido em 1987, publicou 20 livros – entre ensaios e romances – que abordam questões como o racismo e sexualidade. Uma de suas obras, Se a Rua Beale Falasse, foi adaptada para o cinema em 2017.

- Advertisement -

“Meeting The Man: James Baldwin in Paris” estará disponível gratuitamente por 24 horas, das 23h59 de 18 de junho às 23h59 de 19 de junho na MUBI.

Curte o nosso conteúdo?
Siga-nos: Facebook   |   X   |  Telegram  |  Whatsapp
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais notícias

- Publicidade -

Últimas notícias