Morre o apresentador, humorista e ator Jô Soares; Globo e SBT reagem

Leia também

Guilherme Santos
Guilherme Santos
Jornalista e entusiasta no mercado de TV e streaming | guilherme@alemdatela.com

O Brasil amanheceu mais triste nesta sexta-feira, 5 de agosto. Morreu o ator, escritor, apresentador e comediante Jô Soares, aos 84 anos, em decorrência de uma pneumonia, Jô estava internado desde o dia 28 de julho no Hospital Sírio Libanês, na zona central de São Paulo. O velório e o enterro serão fechados para a família e amigos.

Siga-nos:
    Whatsapp    Facebook     Twitter / X    

De acordo com o site Memória Globo, atualizado nesta sexta-feira: “Jô Soares foi um artista multifacetado. Sua trajetória acumula experiências como ator em teatro, cinema e televisão, além de dramaturgo, roteirista e diretor. Em seus primeiros anos de carreira, consolidou-se, sobretudo, como comediante, mas logo passou a destacar-se, também, como jornalista e escritor – embora até como artista plástico já tenha se arriscado.

- Publicidade -

Ingressou na Globo em 1970, protagonizando o programa ‘Faça Humor, Não Faça Guerra’, depois de passagens pelas TVs Continental, Rio, Tupi, Excelsior e Record. Nesse período, atuou em humorísticos como Noites Cariocas e Família Trapo. Em 1981, estreou ‘Viva o Gordo’, seu próprio programa. Seis anos depois, Jô deixou a Globo para apresentar seu próprio programa, inspirado nos talk-shows americanos, no SBT. De volta à emissora em 2000, comandou por 16 anos o ‘Programa do Jô’.”

O SBT, emissora onde Jô esteve entre 1988 e 2000, também reagiu à morte de Jô Soares em nota: “É com imenso pesar que o SBT lamenta a morte do ator, escritor, apresentador e comediante Jô Soares, aos 84 anos. O SBT se solidariza com todo o público, que tinha em Jô Soares um grande amigo da televisão, e particularmente deseja que Deus conforte seus familiares e amigos”.

- Publicidade -

 

- Publicidade -

O Brasil amanheceu mais triste nesta sexta-feira, 5 de agosto. Morreu o ator, escritor, apresentador e comediante Jô Soares, aos 84 anos, em decorrência de uma pneumonia, Jô estava internado desde o dia 28 de julho no Hospital Sírio Libanês, na zona central de São Paulo. O velório e o enterro serão fechados para a família e amigos.

Siga-nos no     Whatsapp    Facebook     Twitter / X    

De acordo com o site Memória Globo, atualizado nesta sexta-feira: “Jô Soares foi um artista multifacetado. Sua trajetória acumula experiências como ator em teatro, cinema e televisão, além de dramaturgo, roteirista e diretor. Em seus primeiros anos de carreira, consolidou-se, sobretudo, como comediante, mas logo passou a destacar-se, também, como jornalista e escritor – embora até como artista plástico já tenha se arriscado.

Ingressou na Globo em 1970, protagonizando o programa ‘Faça Humor, Não Faça Guerra’, depois de passagens pelas TVs Continental, Rio, Tupi, Excelsior e Record. Nesse período, atuou em humorísticos como Noites Cariocas e Família Trapo. Em 1981, estreou ‘Viva o Gordo’, seu próprio programa. Seis anos depois, Jô deixou a Globo para apresentar seu próprio programa, inspirado nos talk-shows americanos, no SBT. De volta à emissora em 2000, comandou por 16 anos o ‘Programa do Jô’.”

- Advertisement -

O SBT, emissora onde Jô esteve entre 1988 e 2000, também reagiu à morte de Jô Soares em nota: “É com imenso pesar que o SBT lamenta a morte do ator, escritor, apresentador e comediante Jô Soares, aos 84 anos. O SBT se solidariza com todo o público, que tinha em Jô Soares um grande amigo da televisão, e particularmente deseja que Deus conforte seus familiares e amigos”.

 

Curte o nosso conteúdo? Siga-nos também no:
Telegram    Mastodon     Linkedin
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais notícias

- Publicidade -

Últimas notícias