More

    Marone engessado marca estreia de “Mestres da Sabotagem”

    Recentes

    - Publicidade -

    Olá, internautas

    Neste sábado (24/04), o SBT estreou “Mestres da Sabotagem”. A nova atração traz um respiro para a faixa noturna dos sábados que se alicerçou no Bake Off Brasil e Fábrica de Casamentos nos últimos anos.

    A nova aposta da emissora de Silvio Santos é uma reinvenção das atrações que reúnem cozinheiros em disputas gastronômicas. Basicamente, o humor entra como tempero principal para diferenciar dos correlatos.

    Neste primeiro programa, o vencedor Mailson teve que se fantasiar de sereia para preparar um prato de lagosta. O chef profissional enfrentou perrengues para faturar cerca de 24 mil reais. Os quatro desafiantes encararam leilões para adquirir o direito de sabotar o “colega”.  Um dos mais inusitados foi preparar uma receita de lagosta sem lagosta.

    Diante de tal quadro, o jurado Giuseppe Gerundino também sofre sabotagem. A sua avaliação pode ficar comprometida na visão do público. Ele desconhece as traquinagens impostas pelo programa. Caso ele elogiasse um prato de lagosta sem a lagosta, em si, passaria uma impressão negativa ao telespectador.

    A onda de jurados estrangeiros permanece no filão exibido na TV brasileira. No MasterChef, pela Band, o francês Erick Jacquin e a argentina Paola Carosella. No Top Chef Brasil, exibido pela Record TV, aparece o francês Emmanuel Bassoleil. O francês Claude Troisgros comanda “Mestre do Sabor” na TV Globo ao lado do jurado português José Avillez. No Bake Off Brasil, o francês Olivier Anquier. E agora o italiano Gerundino. Todos com sotaque carregado em suas avaliações.

    O SBT apostou em Sergio Marone para comandar “Mestres da Sabotagem”. É uma das maiores oportunidades para o ator se firmar (ou não) como apresentador. Nesta estreia, surgiu engessado no vídeo. Sem o “molejo” necessário para conduzir as peripécias dos cozinheiros. O comandante da atração precisa usar o sarcasmo e ironia diante das situações esdrúxulas. Apesar disso, ele enveredou para uma postura sisuda que mais lembrava as vilanias do Anticristo da novela “Apocalipse”.

    Na reta final, Marone não deveria revelar, na frente do jurado, o valor final de cada participante, antes do julgamento final. Os desafiantes perdem dinheiro com os leilões das sabotagens. Isso pode influenciar na decisão de Gerundino.

    É louvável que o SBT ofereça conteúdo inédito ao telespectador em tempos de pandemia, mas o programa enfrentará desafios para capturar a atenção do público.

    Fabio Maksymczuk

    Latest Posts

    não perca

    spot_img