Olá, internautas

- Publicidade -

Na última quinta-feira (08/09), a segunda temporada do “Ilha Record” chegou ao fim na Record TV. O surfista Nakagima consagrou-se como o grande vencedor do reality show ao garantir o melhor tempo, em três provas, contra o adversário Kaik. O ex-De Férias com o Ex faturou o prêmio de R$ 500 mil com a ajuda do ex-jogador Fabio Braz. Já Solange Gomes conquistou 250 mil reais com a votação popular. A ex-Fazenda garantiu 49,82% dos votos.

“Ilha Record 2” terminou como grande fracasso. Um dos maiores do filão reality shows da emissora ao lado de “A Casa”. Algumas razões podem ser citadas.

O elenco recheado de “exploradores” desconhecidos do público da TV aberta é o maior motivo para o afastamento do telespectador. A direção insiste em trazer ex-participantes do reality da MTV que são anônimos, na realidade, para o grande público da Record TV. Desta vez, Nakagima, Ste Viegas e Vitória Bellato (foi muito feliz ao comentar que vitória é apenas o seu nome, pois só colheu fracasso na competição) ganharam espaço. A conta, dessa vez, chegou.

Além do trio, Jaciara, Kaio (que incrivelmente foi alvo de disputa entre Whendy e Vitória) e Fabio Braz também não possuíam grande ligação com o público. Na realidade, apenas Solange Gomes e Caique Aguiar, finalistas de “A Fazenda”, tinham um elo expressivo com o telespectador da emissora. Dois em um elenco de 13 participantes.

Para piorar, as peças não engrenaram no jogo. A ex-panicat Whendy forçou uma imagem de vítima e isolada pelo grupo. Não colou. Não aproveitou a oportunidade. O ator Raphael Sander arranhou a sua imagem com uma postura infeliz ao bradar “Será um prazer tirar todos os seus dentes”, após uma discussão com Nakagima.

Caique Aguiar apostou em um jogo extremamente racional. Não conseguiu tirar o o ranço que o telespectador sente pelo ex-peão, desde “A Fazenda 10”.

“Kaikinho” foi prejudicado na prova final ao ter Solange como ajudante. A primeira prova, que contou com a participação efetiva da ex-banheira do Gugu, foi fundamental para a vitória de Nakagima. Aliás, a prova dos exilados na reta final foi mal desenvolvida. Todos os concorrentes que tentaram passar de fase deixaram a bolinha cair. Solange e Braz passaram a impressão de terem ficado estáticos na primeira fase e, desse modo, saíram como vitoriosos.

Além dos participantes e a falta de encaixe das peças no jogo, há um nítido desgaste do filão na grade de programação da Record TV. A emissora produziu seis realities, de forma consecutiva e sem respiro, em dois anos. E todos com, basicamente, o mesmo roteiro. Provas e discussões.

Há ainda a novidade Mariana Rios que assumiu o posto de comandante da “Ilha Record”. Ela transmite simpatia no vídeo. Porém, não demonstrou fôlego para ser apresentadora de reality show.

“Ilha Record 2” não deixa saudades.

Fabio Maksymczuk

- Publicidade -