- Publicidade -

“A Cobra do Alabama” (Alabama Snake), documentário dirigido pelo premiado Theo Love estreia nesta terça-feira (15) na HBO e conta a apavorante história do ministro pentecostal e manipulador de serpentes Glenn Summerford, que tentou assassinar a própria esposa com uma de suas cobras cascavel.

- Publicidade -

“A Cobra do Alabama” explora os impressionantes acontecimentos de 4 de outubro de 1991, quando um crime violento incomum foi denunciado na pacata cidade de Scottsboro, no estado do Alabama, Estados Unidos. Darlene Summerford acusou o marido, o ministro pentecostal Glenn Summerford, de aproximar à força a mão dela a uma cobra cascavel, com o objetivo de matá-la.

O documentário entrelaça o passado e o presente para revelar os detalhes da investigação e do julgamento. A produção inclui entrevistas com pessoas que conheciam bem Summerford e que falam do seu histórico violento e sua redenção espiritual. Entre elas estão Darlene Summerford; Marty Summerford, o filho do casal; Doris Summerford, ex-mulher de Glenn; e o ex-detetive Clarence Bolte, principal investigador do caso. Uma figura central no documentário é o historiador Dr. Thomas G. Burton, especialista em cultura, crenças e folclore das igrejas pentecostais, nas quais se pratica o adestramento de serpentes – suas entrevistas com o religioso fazem parte do material em vídeo assim com filmagens feitas dentro da comunidade.

Caso que continua envolvido em mistérios até hoje, “A Cobra do Alabama” apresenta um retrato gótico de um norte-americano sulista cujos demônios atormentaram durante décadas a ele mesmo, à sua família e à comunidade.

“A Cobra do Alabama” estreia dia 15 de dezembro, às 22h na HBO e por streaming na HBO GO.

- Publicidade -