Globo terá transmissão multiplataforma da WSL 2023

Leia também

Redação
Redaçãohttps://alemdatela.com
O Além da Tela é produzido por colaboradores capacitados que analisam e checam diversas informações ao longo do dia. A equipe segue um padrão editorial e um código de conduta.
O canal sportv, o streaming Globoplay e o site ge, pertencentes ao Grupo Globo, prometem realizar uma ampla cobertura ao vivo de mais uma edição da Liga Mundial de Surfe (WSL), que começa neste domingo (29). A nova etapa começa na tradicional praia de Pipeline, no Havaí, com transmissão ao vivo a partir das 15h. Na TV Globo, a cobertura acontece no programa “Esporte Espetacular”.
Em 2022, o brasileiro Filipe Toledo ficou com o título da elite do surfe mundial, o sexto do país nas últimas oito edições da WSL. Neste ano, além do atual campeão, outros dez brasileiros estarão nas águas ao longo das 11 etapas, em busca da manutenção desta hegemonia.
No torneio masculino, caem na água Caio Ibelli, Yago Dora, Jadson André, Michael Rodrigues, os irmãos Miguel e Samuel Pupo e João Chianca, o ‘Chumbinho’. Tatiana Weston-Webb será a única do país na disputa da competição feminina. Pelo segundo ano consecutivo, homens e mulheres terão o mesmo calendário e, assim como aconteceu na última temporada, no meio do calendário, precisamente na etapa de Margareth River, na Austrália, haverá uma redução de surfistas. A partir daí disputam as últimas cinco etapas os melhores 36 melhores da temporada – 24 homens e 12 mulheres. Na grande final, que será disputada em Trestles, nos Estados Unidos, os oito melhores surfistas do ranking se enfrentam no sistema de mata-mata.
Ao longo da etapa, as narrações serão de Sérgio Arenillas e Bruno Fonseca e os comentários de Alejo Muniz, Breno Dines, Bruno Bocayuva e Claudinha Gonçalves.
- Publicidade -
O canal sportv, o streaming Globoplay e o site ge, pertencentes ao Grupo Globo, prometem realizar uma ampla cobertura ao vivo de mais uma edição da Liga Mundial de Surfe (WSL), que começa neste domingo (29). A nova etapa começa na tradicional praia de Pipeline, no Havaí, com transmissão ao vivo a partir das 15h. Na TV Globo, a cobertura acontece no programa “Esporte Espetacular”.
Em 2022, o brasileiro Filipe Toledo ficou com o título da elite do surfe mundial, o sexto do país nas últimas oito edições da WSL. Neste ano, além do atual campeão, outros dez brasileiros estarão nas águas ao longo das 11 etapas, em busca da manutenção desta hegemonia.
No torneio masculino, caem na água Caio Ibelli, Yago Dora, Jadson André, Michael Rodrigues, os irmãos Miguel e Samuel Pupo e João Chianca, o ‘Chumbinho’. Tatiana Weston-Webb será a única do país na disputa da competição feminina. Pelo segundo ano consecutivo, homens e mulheres terão o mesmo calendário e, assim como aconteceu na última temporada, no meio do calendário, precisamente na etapa de Margareth River, na Austrália, haverá uma redução de surfistas. A partir daí disputam as últimas cinco etapas os melhores 36 melhores da temporada – 24 homens e 12 mulheres. Na grande final, que será disputada em Trestles, nos Estados Unidos, os oito melhores surfistas do ranking se enfrentam no sistema de mata-mata.
Ao longo da etapa, as narrações serão de Sérgio Arenillas e Bruno Fonseca e os comentários de Alejo Muniz, Breno Dines, Bruno Bocayuva e Claudinha Gonçalves.
Curte o nosso conteúdo? Siga-nos também no:
Telegram    Mastodon     Linkedin
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas notícias