More

    Estes são os convidados e atrações do “Altas Horas” de sábado (20)

    Leia também

    Redaçãohttps://alemdatela.com
    O Além da Tela é produzido por colaboradores capacitados que analisam e checam diversas informações ao longo do dia. A equipe segue um padrão editorial e um código de conduta.

    Neste sábado, 20 de abril, o programa “Altas Horas” faz uma viagem aos anos 1990 e recorda um dos movimentos musicais de maior sucesso da década, com uma popularidade que persiste hoje: o pagode. Com apresentação de Serginho Groisman, a atração vai ao ar depois de ‘Renascer’.

    Siga-nos:
        Whatsapp    Facebook     Twitter / X    

    Serginho convida ícones do gênero no especial: Andrezinho e Claumirzinho, do Molejo; Belo; Bruno Coimbra, do Só no Sapatinho; Dodô, do Pixote; Eliana de Lima; Raça Negra; Salgadinho; Vavá e Márcio Duarte.

    - Publicidade -

    Os convidados atribuem a ascensão do pagode à colaboração de Raça Negra, que ocupa o palco Rita Lee. “O Raça Negra foi um divisor de águas. Depois do Raça Negra foi que o pagode se tornou profissional, porque vieram com um show com sonorização, iluminação. Eles são muito importantes”, comenta Andrezinho. “Conhecemos Luiz Carlos, do Raça Negra, e para a capa do nosso primeiro álbum foi ele quem nos ‘vestiu’”, revela Dodô.

    Também resgatem o espaço do futebol como o lugar onde conheceram amigos de grupo; e onde surgiam parcerias musicais. “Foi nas batucadas [de roda de samba] e no futebol que acabei conhecendo o pessoal do Katinguelê”, traz Salgadinho. “Começamos jogando futebol também. Conheci o pessoal lá, e eles me convidaram para o grupo. O Só No Sapatinho começou em 1997”, complementa Bruno.

    - Publicidade -

    Belo, que completa 30 anos de carreira, cita uma turnê comemorativa, e a importância daqueles anos: “Sempre toquei anos 90 no meu show. Gosto de lembrar, gosto de tudo o que eu fiz […]. Tenho muito orgulho de estar ali nessa década”, diz. Eliana, por sua vez, aborda seu início, no Carnaval, na década de 80; o mesmo acontece com Vavá e Márcio, que contam suas histórias e participações no Karametade, e quando passaram a duplar.

    A banda de Belo se apresenta no palco Milton Nascimento, e faz a base musical para os demais convidados. Enquanto Raça Negra mostra “Cheia de Manias” e “Cigana”, outros musicais confirmados são “Desejo de Amar”, “Brincadeira de Criança”, “Derê”, “Inaraí”, “Decisão”, “Só no Sapatinho” e “Brilho de Cristal”.

    - Publicidade -

    Neste sábado, 20 de abril, o programa “Altas Horas” faz uma viagem aos anos 1990 e recorda um dos movimentos musicais de maior sucesso da década, com uma popularidade que persiste hoje: o pagode. Com apresentação de Serginho Groisman, a atração vai ao ar depois de ‘Renascer’.

    Serginho convida ícones do gênero no especial: Andrezinho e Claumirzinho, do Molejo; Belo; Bruno Coimbra, do Só no Sapatinho; Dodô, do Pixote; Eliana de Lima; Raça Negra; Salgadinho; Vavá e Márcio Duarte.

    Os convidados atribuem a ascensão do pagode à colaboração de Raça Negra, que ocupa o palco Rita Lee. “O Raça Negra foi um divisor de águas. Depois do Raça Negra foi que o pagode se tornou profissional, porque vieram com um show com sonorização, iluminação. Eles são muito importantes”, comenta Andrezinho. “Conhecemos Luiz Carlos, do Raça Negra, e para a capa do nosso primeiro álbum foi ele quem nos ‘vestiu’”, revela Dodô.

    Também resgatem o espaço do futebol como o lugar onde conheceram amigos de grupo; e onde surgiam parcerias musicais. “Foi nas batucadas [de roda de samba] e no futebol que acabei conhecendo o pessoal do Katinguelê”, traz Salgadinho. “Começamos jogando futebol também. Conheci o pessoal lá, e eles me convidaram para o grupo. O Só No Sapatinho começou em 1997”, complementa Bruno.

    - Advertisement -

    Belo, que completa 30 anos de carreira, cita uma turnê comemorativa, e a importância daqueles anos: “Sempre toquei anos 90 no meu show. Gosto de lembrar, gosto de tudo o que eu fiz […]. Tenho muito orgulho de estar ali nessa década”, diz. Eliana, por sua vez, aborda seu início, no Carnaval, na década de 80; o mesmo acontece com Vavá e Márcio, que contam suas histórias e participações no Karametade, e quando passaram a duplar.

    A banda de Belo se apresenta no palco Milton Nascimento, e faz a base musical para os demais convidados. Enquanto Raça Negra mostra “Cheia de Manias” e “Cigana”, outros musicais confirmados são “Desejo de Amar”, “Brincadeira de Criança”, “Derê”, “Inaraí”, “Decisão”, “Só no Sapatinho” e “Brilho de Cristal”.

    Curte o nosso conteúdo? Siga-nos também no:
    Telegram  Facebook   X   BlueSKY  Mastodon     Linkedin
    - Publicidade -
    - Publicidade -

    Comentários

    Assinar
    Notificação de
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    Ver todos os comentários
    - Publicidade -

    Recentes