“CNN Sinais Vitais” investiga as sequelas dos pacientes pós-Covid

Leia também

Ricardo Marques
Ricardo Marques
Entusiasta sobre TV por assinatura e recepção via satélite. Publica sobre o mercado brasileiro, destaques da HBO e Telecine. Doutor em Estudos Literários.

Nesta quarta-feira, dia 12 de maio, às 22h30, a CNN exibe o segundo episódio do programa “CNN Sinais Vitais”, com apresentação do cardiologista Roberto Kalil, logo após o “Jornal da CNN”.

Siga-nos:
    Whatsapp    Facebook     Twitter / X    

Na atração desta semana, um dos médicos mais renomados do país vai investigar a chamada “Síndrome Pós-Covid”, uma realidade que tem acometido uma série de pacientes após a cura do novo coronavírus.

- Publicidade -

Os sinais característicos da infecção são conhecidos pela maior parte da população – como febre, tosse seca, diarreia e falta de ar. Porém, a Covid-19 ainda mantém alguns aspectos como incógnita. Um deles é o impacto sofrido pelo organismo durante a recuperação.

Roberto Kalil vai desvendar as histórias e as “sequelas” sofridas por pacientes e, pela primeira vez, também será um personagem da vida real. Após a Covid-19, o médico não teve mais o mesmo desempenho em seus ensaios com o saxofone pela falta de fôlego.

- Publicidade -

Nesta quarta-feira, dia 12 de maio, às 22h30, a CNN exibe o segundo episódio do programa “CNN Sinais Vitais”, com apresentação do cardiologista Roberto Kalil, logo após o “Jornal da CNN”.

Siga-nos no     Whatsapp    Facebook     Twitter / X    

Na atração desta semana, um dos médicos mais renomados do país vai investigar a chamada “Síndrome Pós-Covid”, uma realidade que tem acometido uma série de pacientes após a cura do novo coronavírus.

Os sinais característicos da infecção são conhecidos pela maior parte da população – como febre, tosse seca, diarreia e falta de ar. Porém, a Covid-19 ainda mantém alguns aspectos como incógnita. Um deles é o impacto sofrido pelo organismo durante a recuperação.

- Advertisement -

Roberto Kalil vai desvendar as histórias e as “sequelas” sofridas por pacientes e, pela primeira vez, também será um personagem da vida real. Após a Covid-19, o médico não teve mais o mesmo desempenho em seus ensaios com o saxofone pela falta de fôlego.

Curte o nosso conteúdo? Siga-nos também no:
Telegram    Mastodon     Linkedin
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais notícias

- Publicidade -

Últimas notícias