Canais infantis registram aumento de quase 300% em publicidade

O monitoramento apontou que, em dezembro de 2020, foi veiculado um anúncio a cada três minutos de programação.

Leia também

Ricardo Marques
Ricardo Marques
Entusiasta sobre TV por assinatura e recepção via satélite. Publica sobre o mercado brasileiro, destaques da HBO e Telecine. Doutor em Estudos Literários.

O Instituto Alana divulgou nesta semana o resultado de uma pesquisa realizada pelo programa Criança e Consumo destacando um aumento da exposição de crianças à publicidade infantil nos canais de TV por assinatura no segundo semestre de 2020.

Siga-nos:
    Whatsapp    Facebook     Twitter / X    

Realizado de janeiro a dezembro, em quatro canais infantis: Cartoon Network, Discovery Kids, Gloob e Nickelodeon, o monitoramento mostrou que, só em setembro, houve um aumento médio de 282% na publicidade infantil, em relação à média dos oito meses anteriores, o que corresponde a um anúncio a cada quatro minutos de programação.

- Publicidade -

O estudo também revelou um crescimento inédito de publicidade infantil de “mídias digitais do canal” (32,3%), cerca de quatro vezes a mais, quando comparado ao ano anterior. O aumento dessa categoria pode estar relacionado tanto à própria mudança nos padrões de consumo de produtos de entretenimento (evidenciando uma relação cada vez mais estreita entre televisão e internet) quanto à pandemia da covid-19 e o consequente maior uso de telas.

As mídias digitais do canal se referem a diferentes formatos de mensagens publicitárias que promovem páginas da internet, perfis de redes sociais, aplicativos, jogos e demais conteúdos on-line do próprio canal em que o anúncio está sendo veiculado.

- Publicidade -

O monitoramento apontou que, em dezembro de 2020, foi veiculado um anúncio a cada três minutos de programação, sendo o setor de brinquedos o principal responsável por essa alta tão expressiva no mês em que se comemora o Natal. Segundo o monitoramento, esse é o setor que mais anuncia para crianças, respondendo por 49,5% dos anúncios direcionados ao público infantil no período monitorado.

- Publicidade -

O Instituto Alana divulgou nesta semana o resultado de uma pesquisa realizada pelo programa Criança e Consumo destacando um aumento da exposição de crianças à publicidade infantil nos canais de TV por assinatura no segundo semestre de 2020.

Siga-nos no     Whatsapp    Facebook     Twitter / X    

Realizado de janeiro a dezembro, em quatro canais infantis: Cartoon Network, Discovery Kids, Gloob e Nickelodeon, o monitoramento mostrou que, só em setembro, houve um aumento médio de 282% na publicidade infantil, em relação à média dos oito meses anteriores, o que corresponde a um anúncio a cada quatro minutos de programação.

O estudo também revelou um crescimento inédito de publicidade infantil de “mídias digitais do canal” (32,3%), cerca de quatro vezes a mais, quando comparado ao ano anterior. O aumento dessa categoria pode estar relacionado tanto à própria mudança nos padrões de consumo de produtos de entretenimento (evidenciando uma relação cada vez mais estreita entre televisão e internet) quanto à pandemia da covid-19 e o consequente maior uso de telas.

- Advertisement -

As mídias digitais do canal se referem a diferentes formatos de mensagens publicitárias que promovem páginas da internet, perfis de redes sociais, aplicativos, jogos e demais conteúdos on-line do próprio canal em que o anúncio está sendo veiculado.

O monitoramento apontou que, em dezembro de 2020, foi veiculado um anúncio a cada três minutos de programação, sendo o setor de brinquedos o principal responsável por essa alta tão expressiva no mês em que se comemora o Natal. Segundo o monitoramento, esse é o setor que mais anuncia para crianças, respondendo por 49,5% dos anúncios direcionados ao público infantil no período monitorado.

Curte o nosso conteúdo? Siga-nos também no:
Telegram    Mastodon     Linkedin
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais notícias

- Publicidade -

Últimas notícias